"Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido". Lucas, 8:17,12:2 em Mateus10:26

"Corra o juízo como as águas; e a justiça, como ribeiro perene". Amós (570-550 a.c.)

"Ninguém pode ser perfeitamente livre até que todos o sejam".

Santo Agostinho

terça-feira, 11 de junho de 2013

TROCA DE CORRESPONDÊNCIAS - MÉDICOS CUBANOS

de: Marc <mar.firenze@gmail.com>
para: Izabel <izabelavallone@xxxxx.com>
11 de junho de 2013


Atenta Izabel

Não se justifica uma tese sofista de que é melhor não haver médico onde não haja previamente meios e recursos OU que é melhor não ter médico em cidade carente do que um médico cubano...

Não é o seu caso, acredito, mas dá a impressão que há um desejo não revelado que a saúde continue do jeito que sempre foi.

Médico não é só esse profissional que nós – privilegiados – estamos acostumados a frequentar.  Um indivíduo imaculadamente paramentado de branco, um sorriso franco (só para rimar), um estetoscópio tal fosse colar de enfeite. O ambiente totalmente asséptico, uma secretária solícita, uma enfermeira educada, polida.

Curandeiros também são médicos. Médicos dos "fundões" deste imenso país. Da natureza em estado bruto aviam suas receitas, não é assim?  Médico é o indivíduo que transmite segurança, conforto, zelo, carinho. E do seu saber e dos seus cuidados dependem, muitas vezes, nosso bem-estar, nossas vidas.

Quantos mais médicos, enfermeiros e atendentes houver, melhor.  Todos serão bem-vindos.  Sejam cubanos, espanhóis, africanos, norte-americanos.  Se é para fazer exames, que façam! Todavia, não nos esqueçamos que muitos dos nossos necessitam urgentemente de reciclagem e de novas avaliações.

Ser contra a vinda de médicos cubanos é estar a serviço de interesses eleitoreiros e classistas.  E que fazemos com as reais necessidades de um país que se quer justo e humano?
________________________________________________________________

Em 10 de junho de 2013 15:26, Izabel <izabelavallone@xxxxx.com> escreveu:

Nao adianta mandar medicos em locais onde nao ha estruturas basicas - maca, materiais de primeiros socorros e alguns equipamentos para que qualquer medico possa  trabalhar. 
__________________________________________________________________

Em 9 de junho de 2013 23:16, Marc <mar.firenze@gmail.com> escreveu:

MATÉRIA DO PORTAL TERRA


BBCBrasil.com

Em meio a polêmica sobre projeto para levar profissionais cubanos ao Brasil, entenda como a ilha conseguiu aumentar mais de dez vezes seu número de doutores após a Revolução.

A notícia de que o governo brasileiro estaria estudando levar médicos cubanos ao país desatou uma imensa polêmica no mês passado. Se concretizados, tais planos incluiriam o Brasil em uma longa lista de países que já recebem médicos da ilha. Mas como, afinal, Cuba chegou a ter tantos médicos? E por que tem tanto interesse em "exportar" seus serviços para outros países?
Em Cuba, os profissionais da área de saúde têm uma função bem mais ampla do que simplesmente atender à população local. Já há algum tempo, a exportação de serviços médicos tornou-se crucial para a economia da ilha.
Segundo informações repassadas pela chancelaria do país ao correspondente da BBC Mundo em Havana, Fernando Ravsberg, o contingente de profissionais de saúde cubanos fora da ilha incluem atualmente 15 mil médicos, 2,3 mil oftalmologistas, 5 mil técnicos de saúde e 800 prestadores de serviço trabalhando em 60 países e gerando lucros milionários ao regime - as cifras mais otimistas falam em até US$ 5 bilhões (R$ 10,6 bilhões) ao ano.
O serviço que os médicos cubanos prestam à Venezuela, por exemplo, permite que Cuba receba 100 mil barris diários de petróleo. E também há profissionais em outros países da região, cerca de 4 mil na África, mais de 500 na Ásia e na Oceania e 40 na Europa.
O atrativo dos médicos cubanos é que eles estão dispostos a trabalhar em bairros periféricos ou zonas rurais de difícil acesso.
Para muitos países em desenvolvimento, o atrativo dos médicos cubanos é que eles estão dispostos a trabalhar em lugares que os locais evitam, como bairros periféricos ou zonas rurais de difícil acesso - onde moram pessoas de baixíssimo poder aquisitivo. Além disso, em geral eles também receberiam remunerações mais baixas.
História
Em 1959, Cuba contava com apenas 6 mil médicos, sendo que a metade deles emigrou após a Revolução. A crise sanitária que se seguiu a essa debandada alertou o governo para a necessidade de formar profissionais de saúde em ritmo acelerado, como relata Ravsberg.
Meio século depois, o país tem 75 mil médicos, ou um para cada 160 habitantes - a taxa mais alta da América Latina. Boa parte dos médicos que ficaram na ilha após a Revolução viraram professores, foram abertas faculdades de medicina em todo o país e se priorizou o acesso de estudantes ao setor. Tudo facilitado pelo fato de o ensino ser gratuito.
A primeira missão de saúde ao exterior foi organizada em 1963. Apesar da escassez de médicos, Cuba enviou alguns de seus profissionais à Argélia para apoiar os guerrilheiros que acabavam de obter a independência. Eram os primeiros de 130 mil colaboradores que, ao longo dos anos, já trabalharam em 108 países.
O tema dos profissionais de saúde cubanos no exterior é um dos muitos que dividiram Cuba e EUA - e Washington chegou a criar um programa para facilitar os vistos para médicos cubanos que estejam trabalhando em terceiros países.

sábado, 8 de junho de 2013

TROCA DE CORRESPONDÊNCIA - PIADAS: ONDE SE RI MELHOR

VEJA O FINAL Q É IMPORTANTE


jcopelli@xxxxxxx.com.br     07-06-2013  19:06

para destinatários desconhecidos

Assunto:  É piada ou realidade??? 

TRABALHO EM EQUIPE

Foi realizada uma competição entre a equipe de remo do Japão e a equipe de remo brasileira.
A competição se inicia, mas o resultado não é favorável para a equipe brasileira. Ela chegou com uma hora de atraso em relação aos japoneses.Indignados, os brasileiros fizeram várias reuniões para averiguar a causa da derrota. Assim ficou o resumo do relatório que fazia a comparação das equipes:

      Japão:
* 1 Chefe de Equipe
* 10 Remadores

     Brasil:
* 10 Chefes de Equipe
* 1 Remador

Descoberto o grande erro, a equipe brasileira foi remodelada para a próxima competição. Porém, perderam novamente e,dessa vez, o atraso foi de 2 horas.Mais uma vez foram convocadas reuniões e viagens para o estudo das causas. Segue o resumo:

       Japão:
* 1 Chefe de Equipe
* 10 Remadores

      Brasil:
* 1 Chefe de Equipe
* 3 Chefes de Departamento
* 6 Auxiliares de Chefia
* 1 Remador

Outra vez o erro foi identificado e uma nova equipe foi montada.Tudo foi levado em conta: resizing, downsizing, GQT e ainda economistas opinando, conceitos de modernidade e globalização passaram a ser considerados.Porém, na hora da competição, o Brasil chegou com 3 horas de atraso. Mais reuniões, encontros, etc. Foi feito outro levantamento:

      Japão:
* 1 Chefe de Equipe
* 10 Remadores

      Brasil:
* 1 Chefe de Equipe
* 3 Chefes de Departamento
* 2 Analistas de O&M
* 2 Controllers
* 1 Auditor Independente
* 1 Gerente de Qualidade Total
* 1 Remador

Depois de muitos argumentos e discussões, chegaram às seguintes conclusões definitivas:
1.   O problema era, claro e evidente, a incapacidade do remador, que, com certeza, por culpa de influência do Sindicato e por causa de sua falta de treinamento generalista não era capaz de exercer sua atividade com eficiência.

2.A solução era privatizar ou terceirizar e/ou contratar um remador que não fosse da folha do clube.
Agora o pior:
Essa história veio dos EUA, e foi apresentada por um professor da Universidade de Maryland, sobre a administração no Brasil, como piada em sala de aula.

 "O que fizemos apenas por nós mesmos, morre conosco; o que fizemos pelos outros e pelo mundo, permanece e é imortal!" Albert Pike

"Um povo que elege corruptos (Fichas-sujas), não é vítima, é cúmplice!"

"Não é a política que faz o candidato virar ladrão; é o seu voto que faz o ladrão virar político."
                                                                                                                                                             &                          
"O que mais sinto é que vou morrer sabendo que a estupidez humana não tem solução!"Voltaire

************************************* 

Minha resposta

A piadinha é velha e, convenhamos, não tem essa graça toda.  Só para falar mal do Brasil?  Não precisa de piada.  Basta acessar o "Fórum" do Estadão e pronto!  E a gente se diverte às pampas. Ou então assistir palestras dadas por Fernando Henrique Amargoso.

As sentenças citadas após a irrisível piada são muito boas e só faço um  reparo na do Voltaire (não conferi se é dele mesmo).  Depois que eu morrer não sentirei nada.  Por mim pode até acontecer um novo Dilúvio!  glu, glu, glu ... 

Ops, jcopelli

Esqueci de perguntar-lhe se pode me informar o nome do tal professor da Universidade de Maryland.  Eu sei que não é Joseph Biden (ou mais conhecido por Joe Biden).  Este deu uma de puxa-saco do Brasil e da Dilma, que só vendo!


segunda-feira, 27 de maio de 2013

CORRESPONDÊNCIAS TROCADAS

Pedro Castro  -  pmcc1324@xxxxx.com                           17 mai
Para Cco: mim

OS MILITARES PRECISSAM VOLTAR A GOVERNAR O BRASIL !!!
É A NOSSSA ULTIMA ESPERANÇA !!! 
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
______________________________________________________________________________

https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gifMarc – mar.firenze4@gmail.com                                     20 mai
para Pedro

Vi que o senhor mora em Lorena.  Tempos passados (bota tempo nisso), compareci a uma solenidade em que se comemorou a reinauguração da biblioteca Sérvulo Gonçalves. Foi acompanhando um amigo.  Não me recordo o nome do palestrante.  Era um advogado bastante gordo e que suava muito.  Bela oratória e um discurso envolvente, que versou sobre o homenageado e suas poesias.  Não sou dado a elas (poesias), mas gostei do que ouvi. Havia ritmo, havia emoção.

Sei lá porque, meu pai dizia que Lorena era terra de ladrão de cavalos. Bem melhor do que terra de políticos gatunos desavergonhados!  rsss...

Creio que dei a entender que o sistema de Saúde na minha cidade é um primor.  Não é, entretanto, recebe notas elevadas de avaliação e as queixas são poucas.  Um problema muito sério:  O Judiciário local MANDA que a municipalidade, com seus apertados recursos financeiros, compre e distribua remédios caríssimos a pacientes que os demandam.  Antes, as determinações eram dirigidas ao Estado, porém, este fazia corpo mole e a demora em atender (se é que atendia) era muito grande.
  
Sei que é quase impossível que cidadãos comuns (assoberbados pelo trabalho e problemas de toda a ordem) se unam e se disponham a lutar contra os malfeitos praticados pelas autoridades municipais, contra a letargia do Judiciário, contra policiais sabidamente corruptos... Além disso, os concidadãos são acomodados e temerosos de retaliação. O INDIVIDUALISMO é a característica maior do homem brasileiro.

Raríssimas são as cidades privilegiadas por administradores probos e competentes, não é?  Aqui não é diferente.

Diante disso, respeitando o direito de cada um, fico indignado ao ver que os comentaristas dos diversos fóruns (O do Estadão é o mais relevante) se dispõem a escrever sobre assuntos que mal conhecem. Porém, o fraseado é fluente, solucionador.  Ao invés de voltarem seus olhos para os problemas que lhes atingem diretamente (de suas cidades, por exemplo), preferem falar de coisas que se passam em esferas superiores.

Preocupam-se exclusivamente com questões que não podem interferir.  Primeiro, acho que devemos olhar para o nosso próprio proceder; depois, para o ambiente em que vivemos e trabalhamos;  para a nossa comunidade de bairro, para depois a cidade e região;  na sequência, para o Estado e a União.  Isso é um tanto utópico e desnecessário de se escrever, porém, quando tomo ciência de comentários dos diversos fóruns, penso logo: "este sabichão já resolveu todos os seus problemas e os mais próximos de si"!
Boa noite
Marc

terça-feira, 21 de maio de 2013

CORRESPONDÊNCIAS TROCADAS


18 de maio de 2013 18:41, <costamar31@terra.com.br>
para: mar.firenze@gmail.com

Esta não é do Estadão, mas deve ser verdade.
E que verdade doida para nós, vítimas da petelhada.

Paraguay dando exemplo

O ditado é antigo:

Quem diria, o Paraguay dando lição de dignidade!!!
OLHA SÓ!!! Atitude do novo Governo do PARAGUAY
Enquanto isso, aqui no Brasil Varonil, o GOVERNO DOS PETRALHAS continua distribuindo bolsas esmolas para o povão que não gosta de trabalhar, paga com dinheiro surrupiado pelo governo daqueles que trabalham honestamente para sobreviver, e ainda pagar seus impostos em dia, para sustentar essas corjas de políticos bandidos e corruptos que ai estão. Acorda Brasil !!!
O ditado é antigo:Guarde este nome: presidente do Paraguai FEDERICO FRANCO! Isto é EXATAMENTE o que o presidente do PARAGUAY - FEDERICO FRANCO- está fazendo.
Ele está ELIMINANDO os "vales-e-bolsas-tudo-que-é-coisa" do Paraguay. Coisa que o bispo sem-vergonha vinha implantando sistematicamente, utilizando o dinheiro do povo para ganhar votos. Exatamente como o PT, com LULA e DILMA, fazem de forma desmedida no Brasil.
Foi uma atitude digna e sábia, e que ao mesmo tempo gerou revoltas por parte dessa parcela da população, que inclusive tinha deixado de trabalhar para viver da "mensalidade" que o governo repassava, já que eles "não conseguiam" trabalhar para ganhar o seu sustento.. (qualquer semelhança não tem nada a ver com a classe pobre do Brasil que insiste em não procurar emprego para continuar tendo direito às "bolsas" que o governo dá..)

E agora o exemplo: O governo dá as ferramentas, subsidia as terras (se necessário), fornece sementes, adubos, fertilizantes e inseticidas, subsidia a instalação de poços e bombas de água (se necessário), faz o treinamento e acompanhamento das famílias para que possam PRODUZIR e começar a VIVER POR CONTA PRÓPRIA. E mais, se o produtor precisar, o governo COMPRA a produção para distribuir nas escolas públicas e onde mais for necessário.
ISSO é fazer algo direito. Isso é ensinar o povo a MERECER e a CONQUISTAR de acordo com seu trabalho e seu suor.
Com isso, o povo evolui, o país cresce e a economia se fortalece!
E olha que conseguem fazer isso com uma carga tributária que não chega a 5% do que o Brasil impõe aos seus cidadãos. Imaginem!

Logicamente que já apareceram pessoas para protestar... e já sabemos quem são e a qual "lado político" pertencem.
E isso serve para refletir tabém porque o grupinho bolivariano (Chavez, Dilminha, "Cretina K.", Evo e banda) disseram que o pé na bunda dado no Lugo foi "golpe". Eles querem criar "gado", nivelar o povo "por baixo" e se perpetuarem no poder.
Aqui isso não deu certo!

Esse é o exemplo que o BRASIL deveria seguir. Esse é o tipo de AJUDA SOCIAL que o Brasil e o povo brasileiro precisam!
Porque isso não é feito? Bem... porque fazer o povo trabalhar não é algo que gera tantos votos quanto dar um cartão magnético e botar um dinheiro na conta todo mês. "Dinheiro grátis" é mais eficaz para eleger um político.

Mas a culpa não é toda dos políticos. É do "pessoal" que vota neles.


FONTE:http://www.abc.com.py/nacionales/franco-entrega-insumos-a-productores-horticolas-524318.html
"Se você der o peixe a quem necessita, você saciará a sua fome uma única vez. Se você o ensinar a obter o peixe, você não só salvará a sua vida, mas também a de sua família."
** PT – UM PARTIDO QUE FAZ VAGABUNDOS, POIS DELES VIERAM...
__________________________________________________________________________


19 de maio de 2013

Que lindo, sr. Costa!  Finalmente o Paraguay, em plena evolução e revolução, ENSINA o Brasil como o governo deve administrar.
Pena que eu não possa ir ao país vizinho para "fotografar" essa nova sociedade que surge.  Até a colocaria em meu álbum de "Grandes Conquistas".  
Agora, se as autoridades brasileiras quiserem livrar o nosso país de um câncer, basta fechar direitinho as fronteiras com o Paraguay e veremos no que dá essa beleza de revolução das guarânias.
Como a indústria automobilística colocará em uso rastreador e as Forças Armadas passarão a utilizar "drones" eu só quero ver como Solano Lopes irá continuar a dar exemplos ao nosso pobre país.
_____________________________________________________________________________

 19/05/13

Sr.Firenze,
  V.sa. não percebeu.
  Não é lição de moral, atributo descohecido dos petistas.
  É lição de dignidade, outro atributo desconhecido da caterva.
  Se conseguir, preste mais atenção. Pode fazer-lhe bem.
___________________________________________________________________________

21/05/13

Sem essa de lição de moral, de dignidade, Sr. Costa.
Paraguay é um estado tipo cover, parasitário de Brasil e Argentina, terra que abriga bandidagem e até terrorismo internacional, empresários inescrupulosos, prostituição e descaminho de mulheres, bugigangas falsas, rota de drogas ilícitas, veículos roubados de nosso país...
Só tucano da marca de Álvaro Dias é que se dispõe a defender Solanos Lopes golpistas!
Aí, o senhor me encaminha uma mensagem de alguém tremendamente frustrado com a implantação de uma política (com sucesso, diga-se de passagem) de combate à miséria e resgate da dignidade do homem humilde brasileiro.  E esse missivista ainda quer que sigamos o exemplo paraguaio (que nem sei se foi implantado, se obteve sucesso). Faça-me o favor!
Como o senhor concorda que o tal programa paraguaio é uma maravilha, sugiro que entre em contato com a alta direção da equipe do Hélcio Neves, propondo ao futuro candidato às próximas eleições presidenciais (se o Serra permitir) adotar o exemplo paraguaio. 
Quem sabe assim a Central Boataria Tucana (CBT) não mais divulga notícias causadoras de pânico entre gente humilde, causando desconforto desnecessário? 
Se fizer isso, talvez o senhor seja chamado a colaborar (ou até dirigir) a campanha presidencial do Leblon Neves!  
Lembro-lhe que o editorial da Folha de SP de hoje, sob o título DNA tucano, diz que Hélcio Neves ainda não encontrou políticas, entre ela distributiva de renda, diferenciadas da dos Partidos dos Trabalhadores.  E que ele, ao se mostrar hesitante, não logrou mostrar-se o líder de uma oposição convincente ao petismo...
Marc


segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

KOTSCHO CELEBRA FORÇA DO PT NO DATAFOLHA

247 - "O resultado está aí: com julgamento do mensalão, Operação Porto Seguro e novas denúncias contra o PT e Lula quase todos os dias, as pesquisas mostram que a grande maioria da população continua satisfeita com o governo e quer que ele continue". Foi assim que o jornalista e ex-assessor de Lula Ricardo Kotscho celebrou o resultado da pesquisa Datafolha que mostrou que Lula e a presidente Dilma Rousseff seria eleitos no primeiro turno caso a eleição de 2014 ocorresse hoje.


Diante do quadro, o jornalista diz que "é hora do PT sair da defensiva e contar ao país e aos seus militantes o que está em jogo neste momento, dizendo de onde partem e com que interesses os ataques denunciados por Gilberto Carvalho". Leia a análise abaixo:

Datafolha: De onde vem a força de Dilma-Lula?

"Se a eleição fosse hoje, Dilma ou Lula venceriam", anuncia a manchete da "Folha" deste domingo para surpresa dos muitos analistas da grande imprensa que nos últimos meses chegaram a prever o fim da hegemonia do PT e das suas principais lideranças, que em janeiro completam dez anos no comando do país.

Após sofrer o mais violento bombardeio midiático desde a sua fundação, em 1980, o PT chega ao final de 2012, em meio do seu terceiro mandato consecutivo no Palácio do Planalto, como franco favorito para a sucessão presidencial, sem adversários à vista, segundo o Datafolha.

Os dois petistas estão praticamente empatados: Dilma teria 57% dos votos e Lula, 56%, ambos com mais votos do que todos os adversários juntos.

Na pesquisa espontânea, Lula, Dilma e o PT chegariam a 39%, enquanto os candidatos de oposição somariam apenas 7%.

A grande surpresa da pesquisa é a força demonstrada por Marina Silva (ex-PT e ex-PV), que ficaria em segundo lugar nos quatro cenários pesquisados.

O curioso é que Marina, que teve 19,3% dos votos na eleição de 2010, está há dois anos sem partido, desaparecida do noticiário político, e chega a 18% das intenções de voto na pesquisa estimulada, bem acima do principal candidato da oposição, o tucano Aécio Neves, que oscila entre 9% e 14%.

Por mais que a mídia se empenhe em jogar criador contra criatura, a verdade é que a atual presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva parecem formar uma entidade só, a "Dilmalula" _ e é exatamente daí que emana a força da dupla, cada um fazendo a sua parte no intricado jogo do poder.

Dilma, que até aqui vem sendo preservada pela imprensa, mais preocupada em destruir a imagem de Lula e do seu governo, saiu esta semana em defesa do ex-presidente quando se tornaram mais violentos os ataques _ e foi bastante criticada por isso.

Mas é exatamente na leladade entre os dois, tanto pessoal como no projeto político, que se baseia esta parceria aprovada por 62% da população brasileira, de acordo com a pesquisa CNI-Ibope divulgada esta semana.

Desde a posse em janeiro do ano passado, Dilma e Lula combinaram de se encontrar a cada 15 dias para conversar pessoalmente sobre os rumos do governo, afastando assim as intrigas que costumam frequentar os salões palacianos.

O resultado está aí: com julgamento do mensalão, Operação Porto Seguro e novas denúncias contra o PT e Lula quase todos os dias, as pesquisas msotram que a grande maioria da população continua satisfeita com o governo e quer que ele continue.

No auge do bombardeio dos últimos dias, e certamente ainda sem saber os resultados das pesquisas, Gilberto Carvalho, ministro da secretaria-geral da Presidência da República, amigo tanto de Dilma como de Lula, desabafou:

"Os ataques sem limites que estão fazendo ao nosso querido presidente Lula têm um único objetivo: destruir nosso projeto, destruir o PT, destruir o nosso governo".

Pelo jeito, até agora não conseguiram. Ao contrário, apenas revelaram o tamanho do abismo que existe hoje entre o mundo real dos brasileiros, que vivem melhor do que antes, e o noticiário dos principais meios de imprensa, que coloca o país permanentemente à beira do abismo, envolvido em crises sem fim.

Isso talvez explique também porque aumentou, no mesmo Datafolha, o índice dos que não confiam na imprensa, que passou de 18% em agosto para 28% em dezembro.

Por tudo isso, penso que é hora do PT sair da defensiva e contar ao país e aos seus militantes o que está em jogo neste momento, dizendo de onde partem e com que interesses os ataques denunciados por Gilberto Carvalho.



OBAMA FRACASSA EM SUA 'MISSÃO IMPOSSÍVEL'

:
247 -O senador republicano John McCain definiu o pronunciamento do presidente Barack Obama nesta segunda-feira, a horas do prazo para o acordo que evitaria o abismo fiscal, como "uma mensagem de confronto". Obama foi a público para garantir que um acordo para evitar o pior parece estava próximo, apesar de ainda não estar pronto, e acabou enervando os parlamentares republicanos com quem deveria se entender.
"Hoje parece que um acordo para evitar esse aumento de impostos no Ano Novo está em vista, mas ainda não está pronto", disse Obama em pronunciamento na Casa Branca. "Ainda há problemas para resolver, mas estamos esperançosos de que o Congresso possa fazê-lo, embora ainda não tenha feito", completou, dizendo ainda que a culpa pela falta de acordo seria dos parlamentares.
Pelo jeito, desta vez o plano para cumprir a 'missão impossível' não deu certo.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

MOGI MIRIM - CANDIDATOS SE RETRATAM

Flávia se retrata e elogia promotora que a denuncia no caso da merenda
VALTER ABRUCEZ
Em texto publicado na edição de sábado, dia 2, do jornal O IMPACTO, a vice-prefeita Flávia Rossi (PSDB), ex-candidata a prefeita, se retrata de ofensas à promotora Cristiane Correa de Souza Hillal publicadas em panfleto de sua campanha.
No fecho, o texto assinado também pelo vereador Moacir Genuário (PMDB), ex-candidato a vice-prefeito, assinala que “desconhecemos qualquer fato que possa desaboná-la, muito pelo contrário, é sabido que sua atuação sempre fora brilhante”. A referência é em relação à promotora.
Por sua largueza, o enaltecimento alcança todas as atitudes de Cristiane, inclusive aquela em que propôs a abertura de Ação Civil em que Flávia é relacionada entre os acusados de fraudes e irregularidades em processo relativo à merenda escolar. Além de Flávia, figuram também na Ação Civil como acusados o prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB) e a então diretora de Recursos Materiais, Célia Dorázio.
O Termo de Retratação de Flávia e Moacir foi aposto ao processo relativo à Ação Penal No. 1243-96.2012.6.26.0075 em que ambos figuram como réus. A ação criminal foi proposta pelo promotor eleitoral Rogério Filócomo Junior em razão do conteúdo do panfleto distribuído durante a campanha.
O texto também atacava o candidato a prefeito Gustavo Stupp (PDT) e o então diretor executivo da Santa Casa, Ronaldo Carvalho. Segundo a publicação, a promotora participaria de uma espécie de conluio para esconder evidências de má administração dos gestores da Santa Casa, especialmente Carvalho.
O processo é uma ação penal por crime eleitoral com pedido de condenação criminal. Os acusados, Flávia e Moacir, são incursos em artigos pelos quais, sofrendo condenação, podem sofrer pela de seis meses a dois anos de detenção por crime de calúnia, e de três meses a um ano por difamação.
As penas podem ser ampliadas em um terço, tendo em vista que os crimes que são imputados ambos – calúnia e difamação – foram praticados contra funcionário público, no caso a promotora Cristiane de Souza Hillal.
Embora publicado há uma semana, o texto da retratação pública é datado de 7 de outubro de 2012, exatamente o dia da eleição.

EFEITOS
De acordo com Filócomo, a retratação publicada não se trata de uma instrução ou acordo previsto no processo. Ele explica que a manifestação não interfere na ação penal porque a ofensa foi preferida contra funcionário público no exercício de suas funções, no caso, a promotora Cristiane Hillal.
“Com o Ministério Público, não houve acordo para essa publicação. Para fins de extinção do processo, essa retratação não é válida. No máximo, pode influir na aplicação da pena, para que ambos sejam condenadas à pena mínima, por exemplo”, esclareceu.
A ação penal ainda se encontra em fase de oitivas. O promotor arrolou como testemunhas a própria Cristiane, ouvida em novembro, e o empresário Vicente Sinisgalli. Também foram colhidos os depoimentos de Flávia e Moacir e de suas testemunhas, o diretor do Financeiro e ex-interventor Roberto de Oliveira Junior e o oficial de cartório Lourival Pereira de Campos Junior, que fez a apreensão dos folhetos no comitê do partido.
O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Barros Munhoz, foi arrolado como testemunha pelos acusados e não compareceu à data agendada pelo juiz. Como parlamentar, Munhoz tem o direito de apontar a data em que deverá ser ouvido, mas ainda não enviou oficio indicando quando irá depor. Essa postura do deputado está entravando o processo, que segundo Filócomo, “já era para estar liquidado”.
OS TERMOS DA RETRATAÇÃO
Após as identificações iniciais, o documento assinado por Flávia Rossi e Moacir Genuário entra objetivamente na parte em que Flávia e Moacir se penitenciam, reconhecem a culpa pelos ataques à promotora e se desculpam e explicam que decidiram. Na parte discursiva, o texto é o seguinte:

“...vimos, respeitosamente (...) nos RETRATAR em absoluto quanto aos dizeres contidos no panfleto de propaganda eleitoral contido nestes autos.
Ressaltamos que sempre mantivemos bom relacionamento com os representantes do Ministério Público de Mogi Mirim, os quais sempre agiram com respeito, cooperação e em estrita observância da lei, ciosos de seus deveres institucionais.
Esclarecemos que, embora não tivéssemos prévio conhecimento do conteúdo do panfleto, assumimos a culpa pelo fato de não termos conferido o conteúdo do material antes e após a impressão e distribuição.
Finalmente, esclarecemos que em momento algum pretendemos atentar contra a honra ou reputação da Digna Promotora de Justiça, Dra. Cristiane Corrêa de Souza Hilal (sic) e desconhecemos qualquer fato que possa desaboná-la, muito pelo contrário, é sabido que sua atuação sempre fora brilhante”.
Notícia Postada em 10/12/2012
http://www.acomarca.com.br/?pg=noticia&id=3432